#EuNãoMereçoSerEstuprada

10173214_472771199517836_1053841365_n

Um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) tem trazido à tona uma realidade antiga, ele mostra como a violência contra a mulher é tolerada no Brasil. A maioria dos entrevistados considera que merecem ser atacadas aquelas que usam roupas que revelam o corpo. Também é maioria o grupo que acredita que, “se a mulher soubesse se comportar”, os casos de estupro seriam menores.

10155321_602136806522459_185827981_n

A violência sexual é vista como uma “correção”. Se você sai sozinha, se sai à noite, se usa roupas provocantes, se não segue os padrões heteronormativos, o estuprador está fazendo o seu “papel de homem” e te “ensinando a ser mulher”. Esse pensamento doentio é propagado diariamente na nossa sociedade.

A sociedade machista e patriarcal ensina as mulheres, desde o nascimento delas, como elas devem se vestir e se comportar para não serem violentadas, ao invés de ensinar aos homens que eles têm o dever de respeitar todas as mulheres. A nossa sociedade ensina que as vítimas são as culpadas, mas a culpa nunca é da vítima. Enquanto os culpados forem isentos de seus crimes e as vitimas serem responsabilizadas, a nossa sociedade não ira mudar.

Um exemplo dessa sociedade que culpabiliza a vitima são os recentes casos de abusos sexuais nos transportes públicos de São Paulo. Esses casos sempre aconteceram, mas devido à repercussão de um caso pela mídia, as denuncias estão se tornando mais frequentes. Apesar das mulheres terem sido as vitimas, não é raro ver comentários sobre esses casos que colocam a culpa nas vitimas e ainda colocam os homens coitados, pois eles “não conseguem aguentar”.

Por isso, você mulher, saiba que nunca a culpa é sua, você é e sempre será a vitima, independente das circunstâncias. Se isso acontecer, denuncie, não se cale, somente com enfrentamento a nossa realidade diária pode ser mudada.

Texto e foto de Camila Evangelista, estudante de Nutrição e Coordenadora de Formação Política do Centro Acadêmico Emílio Ribas

 


 

 

Acesse o estudo ‘Estupro no Brasil: uma radiografia segundo os dados da Saúde: http://goo.gl/t3Q3mz

#NãoMereçoSerEstuprada #NinguémMereceSerEstrupada

Anúncios

2 pensamentos sobre “#EuNãoMereçoSerEstuprada

  1. Claire / Der Freaky Friday war mal wieder total HAMMA,ich kann jedem nur emh,npleefbeim nächsten Freaky Friday dabei zu sein!!Wer nicht kommt,ist selbst dran schuld,wenn er sich so etwas cooles entgehen lässt!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s